quarta-feira, 7 de maio de 2008

Mais sobre a Croma da Bends

O legal de conhecer gente na Bends e do pessoal ler seu blog é pq muitas vezes as pessoas se dispõem a esclarecer sobre suas dúvidas, assim, sem a gente nem pedir. :-)

Mas eu acho que é um posicionamento muito simpático por parte inclusive da fábrica, e deixa as cartas abertas na mesa. E eu gosto assim.

Então vou publicar aqui alguns trechos de uma conversa que eu tive com o Gaspar (sim, eu pedi pro cara) sobre a Croma, a gaita nova da Bends, que eu espero, esclareça bem o que há por trás dessa nova gaita.

É longo, mas em termos de informação, tá filé. E tomara que minha sugestão do blog vá em frente.

Prá não dizer que eu sou pró-alguma-fábrica (pq eu não sou, senão tinha fábrica patrocinando este blog), fica minha dica do blog aqui para o pessoal da Hering também, que eu sei que também tem sangue novo e que tb tá fazendo um bom trabalho.

Antes que alguém resolva me xingar pq eu falei na conversa abaixo que eu acho o diferencial da bends é ser uma empresa jovem de gente jovem que pensa jovem, eu não acho que a hering é uma empresa velha de gente velha que pensa velho, e ainda que fosse, isso não signfica uma desvantagem (eu respeito muito os mais velhos, viu?). A questão aqui é que são empresas diferentes com propostas diferentes. A vida é assim. Viva a diversidade.

Opa Kenjim,

Acabou que só vi agora seu post no Blog BHitístico :)
Vou clarear algumas coisinhas fio. QQ coisa tô aqui.
Se o papo estiver muito marketeiro, é que tem umas coisinhas que acabei colando por preguiça mesmo.

Parafusos...
A quantidade de parafusos segue o padrão das demais gaitas diatônicas da Bends. Se removermos um único que seja já vão falar que estamos economizando, ou que a qualidade caiu. Eu considero o posicionamento deles muito bem bolado, de forma que, para aqueles que ficam satisfeitos em utilizar menos parafusos, é só remover os excedentes sem problemas. Temos que concordar que dá menos trabalho remover parafusos que criar novos pontos de furação. Acho que fica bem democrático assim.

Que nome é esse ?
Vc acha que é Croma pq é pra "Cromatismo" e Bresslau pq a placa é Cromada...
O nome Croma vem do Italiano, como todos os nomes dos nossos intrumentos. Croma significa /colcheia,/ que é uma figura musical. Fofo né ?
Claro que casou como uma luva com a placa de vozes cromada e é um modelo que tem alguns diferenciais bem atraentes que devem tornar esta gaita interessante para quem toca os mais variados estilos.

Legal, e que diferenciais são estes ?

Vamos começar pelas palhetas. Elas foram especialmente desenvolvidas para este modelo visando uma maior durabilidade e precisão (estabilidade). São palhetas exclusivas da harmônica Croma.

As placas cromadas também tem lá o seu charme, vai. A camada de cromo diminui as tolerâncias e é como que um embossing suave de brinde. Amo muito tudo isso.

O corpo em acrílico é bem arredondado, confortável. O fato dele ser transparente possiblita também uma melhor vizualização das palhetas internas mesmo com a gaita fechada, facilitando pequenos ajustes ou a remoção de algum corpo estranho que eventualmente venha a bloquear alguma palheta. É um ponto legal que pode passar desapercebido.

As placas de cobertura em inox (0,50mm !!) e a pintura eletrostática deixaram o som bem aveludado. Acho que vc vai curtir. Comportadim mes.

Perguntinha:
Você alguma outra gaita suja ou é exclusividade da Juke ? Já tocou numa Anima ? Tô curioso pra entender o que a torna tão 'suja' a seus ouvidos, se tem a ver com afinação, ou é mais a configuração geral do instrumento. Pode ser um bocado de coisas ;)

Voltando ao assunto, o processo de montagem da Croma é um capítulo à parte.

Para cada etapa do processo de produção foi realizado um treinamento para a implementação de um padrão de produção, montagem e ajustes específicos. Tudo isso passando por um rigoroso controle de qualidade em cada etapa do processo (e não depois da gaita montada quando muitas vezes já é tarde demais para corrigir certos problemas). A idéia é termos gaitas construídas com tanta precisão quanto possível e que toquem de maneira uniforme.

Uma coisa legal é que produzimos praticamente todas as peças especialmente para esta gaita e em lotes muito pequenos. Isto nos permite uma maior dinâmica para implementar melhorias, inovações ou alterações. É um instrumento "vivo" que nasceu com já com a missão de caminhar para onde os gaitistas desejarem com tanta velocidade quanto possível.

Acho que agora deu pra clarear um pouco as idéias sobre o que é este instrumento, né fio ?

[[]]'s

Gaspar o/'


aí eu respondi


"Você alguma outra gaita suja ou é exclusividade da Juke ? Já tocou numa Anima ?"

klatoo barada nikto

leve-me ao seu líder

:-)

das gaitas que eu tenho, a mais suja de todas é a juke. suja é um conceito difícil de definir, mas eu diria que é o contrário de limpo (oh!)

pense na diferença de timbre entre uma cromática, uma xb40 e uma diatônica. agora imagine que a juke é mais diatônica ainda. ou que a meisterklasse esteja mais próxima de uma xb40 que das demais diatônicas. Isso não é ruim. Isso é personalidade da gaita. Tanto que prá blues acústico, apesar de eu achar o volume da juke meio baixo, eu acho o timbre sensacional.

e sim, já toquei numa anima, duas vezes, uma na casa do carlini e outra da mão do melk em janeiro do ano passado. eu imagino que muita água tenha rolado de lá prá cá e que a gaita tenha mudado muito desde então

minha sugestão: a bends abrir um blog pros seus engenheiros. vcs vão abrir um puta canal de comunicação com seu público, se posicionarem como uma empresa jovem de gente jovem com uma cabeça jovem (que é como eu vejo o diferencial da bends em relação à concorrência)

mas vc está lendo um email de quem está pensando seriamente em vender suas gaitas, largar tudo, e ir abrir uma pousada na Bahia

[]

K.


e finalmente o Gaspar respondeu de novo


Preferindo clarear algum ponto, tá de bom tamanho tb.

Entendi o lance da Juke. A explicação no seu email soa muito melhor do que a do Blog, seu mardito. O engraçado é que ela tá ficando com um puta volume. Vamos melhorando o processo, os resultados vão vindo. No final das contas, é na munheca que fica a grande diferença depois que o processo de construção fica mais maduro.

Uma brincadeira legal é ir mudando a placa de cobertura da Juke (com a mão 'fixando' mesmo) e ir sacando as alterações no som. Algumas pessoas tem preferido as placas de cobertura da Anima (que não tem os tais furos laterais) pq o som fica mais 'redondinho'. Mas é um modelo bem voltado para quem busca este som mais 'sujo' mesmo, e tem agradado (ou mentem bem pra mim).

A idéia do blog é ótima, na verdade a Croma pela natureza 'dinâmica' dela vai ser o primeiro experimento neste sentido. Só não sabemos exatamente como abrir este canal (grupo de usuários Croma parece algo meio ligado a drogas, ehehehehe).

Mas beleuza, qq coisa tamos ae

4 comentários:

  1. Eduardo Lisboa09/05/2008 20:18

    Bacana a entrevista! Quanto a Bends, só falta ela ser vendida em BH. Nunca consegui achar nenhuma aqui. Por isso uso Hering, pelo menos ainda consigo achar nas lojas. É uma pena mesmo!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá pessoal!

    Aproveitando o comentário do Eduardo, vamos esclarecer esta questão sobre a distribuição das gaitas Bends.

    A Expomusic 2007 marcou a chegada de nossa linha de harmônicas no mercado nacional.
    De lá pra cá, lojistas de todo o Brasil já fizeram seus pedidos.

    Como se passaram pouco mais de 6 meses desde a abertura comercial, é possível que algumas lojas de instrumentos musicais ainda não possuam produtos Bends na vitrine.
    Desta forma, aconselhamos aos que ainda não encontraram nossas gaitas, adquiri-las por meio do site Harmônica Master, pois nos dias de hoje a internet nos oferece uma abrangência mais imediata.

    Estamos trabalhando arduamente para que muito, muito em breve, a Bends Harmônicas esteja presente nos 4 cantos do país!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. rapaz, fiquei instigado nessa Croma, parece bem interessante, quero ver o preço também...

    A resposta do Gaspar foi muito satisfatória, valeu por autorizar a divulgação deste!

    ResponderExcluir
  4. depois de ler tanta propaganda na net eu fui quente nessa bends croma. fiquei muito decepcionado. só tem beleza mesmo. prefiro as minhas Hohners. na verdade prefiro ate mesmo minha velha Hering Master Blues.

    ResponderExcluir