terça-feira, 31 de julho de 2007

workshop do otávio em BH


não teve.

é, não teve mesmo.

eu estava na savassi, a 20 minutos da pró-music, e um amigo meu me liga falando que não ia ter pq o Otávio tinha perdido o vôo, segundo o pessoal da pró-music.

no dia seguinte, fico sabendo por outro amigo, que foi no show do Hallack com o Otávio, que na verdade o workshop havia sido cancelado por falta de inscrições prévias.

uma pena, visto que, historicamente, nos workshops de gaita em BH, são pouquíssimas as inscrições prévias, e sempre enche na hora mesmo (não tem prioridade de ordem de chegada, até onde eu sei, nos workshops da pró-music)

paciência. o jeito é ir no workshop do Grossi, neste sábado. Vai ser meu primeiro workshop de cromática. Pelo jeito, vou ter que aprender cromatismo na gaita certa ;-)

sexta-feira, 27 de julho de 2007

lembrete de fim-de-semana

além dos shows do Ferrari (confira no site dele ao lado) e do Alarido/Odilara (confira no site dele ao lado tb) e dos encerramentos dos festivais de inverno em sabará, ouro preto e diamantina, este fim de semana em BH tem

- workshop do otávio meio dia na pro music (vou estar lá)
- barbearia de blues na floresta 17h (vou estar lá filmando), NÃO É SÓ PARA GAITISTAS. é um ponto de encontro e tem cerveja. (link com endereço aí do lado direito)
- show do loretta com pedro kokaev na status sábado à noite (vou estar lá filmando)
- show do otávio no chico nunes com o hallack domingo de manhã (boa chance de eu estar lá)
- show do einhorn na praça da liberdade domingo à tarde (vou estar lá filmando)

se quiser pedir alguma coisa, a hora é agora ;-)

ps. quando o carro sair da oficina semana que vem, vai ficar bem mais fácil ;-)
ps. não estamos podendo reclamar não ;-)

terça-feira, 24 de julho de 2007

Aulas do Jason Ricci no Youtube

http://www.youtube.com/profile_videos?user=jasonricci

Eu tenho que admitir que o cara é fera em vários aspectos. Inclusive na cor do cabelo "combinando" com a cor do site.

essa eu não sabia

Do harp-on

The Hohner company was bought by a Taiwanese company about 5-6 years ago. Hohner has kept its headquarters in Trossingen, Germany, and makes all of its higher-priced harmonicas in the Trossingen factory, including the CX-12.

Dá dinheiro montar fábricas para vender gaitas?

domingo, 22 de julho de 2007

Toots no Rio

Deu no Arquivo da Gaita:
Toots Thielemans
Cidade: Rio de Janeiro
Local: Sala Cecília Meireles
Data: 04/10/2007 20h00


Ingressos:
Ainda não estão a venda. Maiores informações: (21) 3235-8545.
Aproveitem, o velhinho é gente boa.
http://arquivodagaita.blogspot.com/2007/07/toots-thielemans-no-brasil.html

sexta-feira, 20 de julho de 2007

barba, cabelo e bigode

falando em divulgação

todo santo sábado
17h

onde, quando, porque
http://www.barbearia.org

a gente podia estar roubando, cheirando cola, mas a gente tá só tomando cerveja, jogando papo fora e tocando um cadim

faiz favô, aparece por lá. da última vez teve até um sonzinho, confere aí



a gente não é profissa mas a gente é limpinho e gosta de blues de verdade

os profissa olham torto prá gente pq a gente é pereba, mas a gente não importa não. :)

quinta-feira, 19 de julho de 2007

quarta-feira, 18 de julho de 2007

chegou o livro do Bob Dylan

lembram que eu falei que ia encomendar este livro?

The Harp Style of Bob Dylan


Bem, o livro não fala exatamente do "estilo" dele. Na verdade ele transcreve solos de 12 músicas dele e fala brevemente que ele pegou alguns meses de aula, que ouviu gaitistas famosos mas que ele tinha um estilo próprio e etc. Na verdade, o texto sobre isso tem apenas 1 página do livro.

Como transcrição dos solos, eu diria que o livro é bom. Se vc quer tocar como ele, siga as partituras + tablaturas e vc conseguirá tocar o que ele toca.

Como método, este livro não serve. Não ensina nada de técnica. Aliás, nem devia chamar "o estilo de gaita do bob dylan", a menos que transcrições de solos do Steve Vai possa ser vendido como um livro chamado "o estilo de guitarra do steve vai"

Olhando as partituras como um todo, muitos acordes, quase nenhum bend, muitas sequências famosas dele de sopra-e-aspira e quase tudo do 4 ao 6.

Eis o estilo do Bob Dylan.

Pronto. Pelo menos, agora eu posso criticar com um embasamento melhor ;-)

Acho legal um monte de professores de gaita defenderem o Bob Dylan, mas nenhum deles se dispor a ensinar "o estilo Bob Dylan" aos seus alunos. Contraditório não? ;-)

Toque Bob Dylan, mas não toque COMO o Bob Dylan.

Loretta no Status Café

Como resultado de mais de 12 anos de entrosamento e ampla experiência musical, o nome “Funkenstein” vem da mistura de ritmos e gêneros musicais que têm vida própria, e emergem nas apresentações da banda. Soul, Blues, ritmos brasileiros, jazz , música latina e rock fazem parte do amplo universo musical do grupo. Nesta noite, Loretta Funkenstein em uma homenagem ao blues!


Dia 28/07
as 22:00 hr

STATUS CAFÉ
Endereco:
Rua Pernambuco, 1150
Savassi

Telefone:
(31) 3261-6045

Jefferson Gonçalves em Poços de Caldas

Show: Jefferson Gonçalves & Banda - Participação: Luciano Boca
Data: 28/07
Hora: 21:0 h
Local: Julho Fest - Poços de Caldas - MG
Info: http://lucianoboca.blogspot.com/

Pablo Fagundes nos EUA

Recebi esse e-mail do Pablo, achei bem interessante.

---------- Forwarded message ----------
From: Pablo Fagundes
Date: Jul 18, 2007 3:25 AM
Subject: Re: Fala Bresslau!
To: Fernando Bresslau

Fala Bresslau!

Entrei em contato com o SPAH, consegui dois espaços !!!! Um workshop e um Show. Estou muito feliz!!!!!

Estou tocando geralmente com um trio, com Fabiano do Nascimento no violão de 7 cordas e Ted Falcon no bandolim e violino. Nos shows de LA vou fazer com baixo e bateria em algumas músicas.....
No SPAH vai ser só com o Ted mesmo.

Estive com o Jehovah outro dia.....toquei em uma 270 hohner que vc conseguiu pra ele, gostei muito! Ela já está disponível no mercado?

Entre no
www.myspace.com/tedandpablo
www.myspace.com/pablofagundes1
para saber melhor sobre nossa agenda. Já rolaram bons shows e tem alguns ainda por vir! Tem até programa de TV e radio!
O pessoal aqui é muito receptivo! Todo mundo adora gaita neste país......mas não conhecem muito sobre a versátilidade do instrumento!
Está sendo muito interessante!
Mande as novidades....

Abraço forte

Pablo Fagundes

terça-feira, 17 de julho de 2007

BBF em Santos



Muitos anos atrás, eu estava lançando um cd do gaita-l, com homenagem ao falecido Ulysses (na época ele ainda estava vivo) e precisava de um lugar e de ajuda prá organizar o evento. Acabei aproveitando o pique do pessoal de Santos e fizemos a festa do lançamento por lá, e a homenagem também.

Foi uma festa muito especial e fiquei muito feliz por conhecer pessoalmente várias pessoas que eu só conhecia por email. Pode-se dizer que foi um dos momentos mais divertidos e emocionantes em termos de gaita. Um evento legal organizado e divulgado na raça e na amizade.

Este ano tem de novo, como tem sempre, os BBFs (Blues Beer Festival), e cá estamos ajudando, ainda que só um pouquinho, a divulgar essa festa. Saia de casa e vá prestigiar um evento que é legal, que tem uma energia bacana e vá conhecer essa turma da gaita e do bem que é o pessoal do gaita-bs!

Recado dado!

Otávio Castro e Márcio Hallack



eis porque vocês precisam ir ao workshop dele...

tocado numa hering em C

sábado, 14 de julho de 2007

Legado Blues dia 20

sexta dia 20 de julho
as 22h
estreia projeto "de um jeito blues"
show LEGADO BLUES
local V8 pub
rua cassia,77 - prado (esq. av.francisco sá/ av. contorno)
reservas 32915839/ inf.87125574


Seguinte, o Ary, batera e líder da banda, falou que gaitistas são bem vindos para a jam. Achei interessante o lugar, que eu não sabia que existia e que fica próximo de onde eu morava (mas ainda não conheço! nunca fui!). Acho que o palco é sempre bom prá galera poder afiar as armas, e o Ary é um cara que batalha pelo blues tem anos em BH.

Fica a dica.

sexta-feira, 13 de julho de 2007

Carlini e Eberienos no Tributo aos Ford

Antes, vamos contextualizar.

Rodrigo Eberienos é provavelmente o gaitista mais completo e eclético do país. Ponto. Lançou dois cds, sendo que eu gosto mais do segundo, mas recomendo ambos.

André Carlini também lançou um cd excelente e tem trazido um novo e mais alto nível de qualidade no ensino de gaita e iniciou um movimento de renovação da sonoridade da gaita apoiada nos ritmos funkeados e no groove.

O melhor de dois mundos é quando vc coloca os dois juntos para prestarem um tributo à banda mais legal de blues para gaitistas de todos os tempos, a The Ford Blues Band, que por muitas vezes teve em suas fileiras dois gaitistas da melhor categoria: Andy Just e Mark Ford.

Em especial, ouçam o cd "Here we go", dos Ford. É o meu favorito de gaita blues.

Da mesma forma que The Allman Brothers é A BANDA para quem curte guitarra blues, pq são dois guitarristas da pesada tocando e harmonizando o que tocam juntos, em termos de gaita, a The Ford Blues Band faz o mesmo papel.

Então rolou o show em SP e um DVD foi gravado, e em breve teremos este DVD no mercado. Não sei ainda a distribuição, mas imagino que provavelmente vai ser via Chico Blues, que deixou uma amostra aqui:



tem de tudo para ser um daqueles DVDs obrigatórios de gaita blues.

Thanks Clara.

quinta-feira, 12 de julho de 2007

Otávio Castro e Maurício Einhorn em BH!

Imperdível!

Workshop na Pro Music - 28/07
Av Nossa Senhora do Carmo 550 São Pedro
Horário: 12h
www.promusic.com.br
Tel.: (31) 32213400

SHOW COM MÁRCIO HALLACK - 29/07
Praça do Teatro Franscisco Nunes
Horário: 11h

http://www.otaviocastro.com

update

no mesmo dia do show, 29 de Julho

17h30 Maurício Einhorn Quarteto (RJ)

na Praça da Liberdade, de graça

(thanks Fred)

Vá à Barbearia

bem, para quem não sabe, eu estou organizando um encontro semanal aqui em BH chamado Barbearia de Blues

é um encontro semanal, completamente informal, todos os sábados de 17 às 19h, onde basta chegar e tocar, toque vc o instrumento que for, bem ou mal. a idéia é criar um ponto de encontro para quem gosta de blues, coisa que não há aqui em BH.

o horário também foi cuidadosamente escolhido para não conflitar com show nenhum, e o bar cobra apenas uma consumação de R$ 5

nas barbearias anteriores, apareceram diversas pessoas procurando aula de gaita, e como sempre, direcionei para os tradicionais professores da cidade: Ferrari, Marcelo e Pedro.

ai hoje eu vi o seguinte comentário sobre a barbearia no orkut

Cara, essa semana eu fui até procurar saber mais sobre, saca? Só pra ter mais uma opinião.

Então, perguntei pro meu professor de gaita... No final das contas, ele disse:

"pois é, é um tanto de gente que gosta de blues, mas não toca porra nenhuma, então até que ponto é interessante divulgar um evento assim? Eu mesmo não vou, pq vivo disso, vou lá ensinar o cara a tocar direito?"

Resumindo, ele me desencorajou veementemente a ida, auheuhaeuh.


Confesso que fiquei um pouco chateado ao ler isto, pensando em todos os alunos que foram dar dinheiro aos professores de gaita da cidade por indicação minha, muitos oriundos da própria barbearia. Mas ao mesmo tempo, prefiro acreditar que existe mais gente equivocada e mal informada do que gente realmente que age de má fé. ;-)

Bem, vou tentar defender o ponto e a razão da barbearia aqui ;-)

Quando eu estive em Washington DC, ano passado, a trabalho, eu não conhecia quase ninguém, não tinha dinheiro sobrando nem carro. Mas descobri que tinha um lugar onde tinham jams semanais e abertas de blues e fui conferir.

Esse lugar foi como um oásis para mim. As pessoas lá eram receptivas, conheci músicos de todos os níveis (alguns realmente muito bons) e ninguém se importava se o outro tocava bem ou não, realmente. Todos pareciam estar felizes apenas por estar ali, perto uns dos outros, celebrando o blues, batendo papo e tomando cerveja a tarde toda, aquecendo para o sábado à noite.

Foi quando me caiu a ficha de que BH não tinha um ponto de encontro para as pessoas que curtem blues. Tem certamente bons shows, com músicos da melhor qualidade, mas o público sempre como ouvinte. Às vezes, um gaitista perdido tocando escondido durante o show, como se estivesse acompanhando uma música de um CD.

Então, no ano passado, experimentei por várias vezes pequenos encontros deste tipo, onde conheci muita gente que gosta de blues, gente bem mais nova do que eu, contradizendo minha teoria pessoal de que o blues estava morrendo na cidade. E gente muito boa ali no meio, gente de quem eu nunca havia ouvido falar.

O projeto da barbearia de blues é para estas pessoas. É um lugar onde elas podem ir e tocar, ou não, se quiserem, sem serem julgadas, pq no fim das contas, estamos sempre aprendendo a tocar e sempre aprimorando nossos conhecimentos, e quanto mais estudamos, mais ficamos cientes da nossa ignorância.

Não é um palco. É uma celebração. É um lugar para bater papo e ter a garantia de que a música é boa e que o gosto das pessoas coincide com o seu. Eventualmente, alguém mais experiente pode dar seus toques aos iniciantes.

No comentário citado, o professor de gaita faz uma pergunta pertinente: vale a pena divulgar um evento destes?

Se estivermos falando de um show de blues, eu digo que não vale a pena não. Nada ali é ensaiado, as pessoas ali não são profissionais, alterna-se momentos de brilho com momentos confusos, mas acreditamos que muito da alma do blues vem dali.

Mas se estivermos falando de uma manifestação cultural que emana das pessoas que gostam de blues, e de um ponto de encontro onde uma comunidade de blues nascente pode crescer e se desenvolver, apoiada em valores como a solidariedade, a igualdade, a espontaneidade e a amizade, então este é o lugar onde vc deve ir.

A barbearia não é um lugar onde uma pessoa que toca bem recebe para tocar. É um lugar onde você toca por prazer. É por isto que nao tem couvert artístico, mas consumação, para apoiar a casa, que apóia o evento.

Eu gostaria que os professores de gaita fossem também? Gostaria. Iniciativas semelhantes em Santos (BBF) e Campinas (Pizza e Blues) envolvem professores e alunos engajados, que sabem que o melhor lugar para tocar é com os amigos, onde se desenvolve a linguagem e o improviso do blues. Sem contar, claro, as amizades em torno do gosto comum, que às vezes duram vidas inteiras.

Iniciativas que colocam os iniciantes para tocar servem para cultivar o futuro do blues. O ambiente da barbearia aproxima músicos, ajuda a criar bandas e apoio entre os artistas, valorização do trabalho de professores e profissionais. Tudo o que o blues precisa para crescer forte e saudável. ;-)

Sem contar que a existência de um lugar como este é sempre uma garantia para quem mora aqui e para quem NÃO mora aqui de que sempre vai haver um lugar onde o fã de blues será sempre bem vindo nesta cidade.

Por isso, vá na barbearia. Você vai ver que o blues é legal pacas ;-)

Todos os sábados. http://www.barbearia.org

Boas opções por aí

Agenda Loretta Julho 2007 (com Pedro Kokaev)


Dia 13 de julho sexta feira no Retrô Cine Bar Rua industrial Paulo agostini 32 em São João Del Rey a partir das 22:00 HS

Dia 28 de julho sexta feira no Status café e Arte, rua Pernambuco 1.051 Savassi fone:3261-6045 a partir das 21:00 HS , e NÂO dia 27 como estava divulgado!

Agenda Leandro Ferrari Julho / Agosto de 2007


TODAS AS QUINTAS DE JULHO
Leandro Ferrari convida Hot Spot
Conservatório Music Bar [22hs]
Fem: OFF e Masc: 5,00
Rua Timbiras, 2041 - Lourdes
BH/MG
www.conservatoriobar.com.br
(31) 3213-8375

21/07 (sábado)
Garage D' Caza
Leandro Ferrari Convida Hot Spot
ALAMEDA DO INGÁ
121
VALE DO SERENO
SEIS PISTAS
91922354
15,00 Masc e 13,00 Fem
sendo 5,00 consumíveis
www.garagedcazapub.cjb.net
BH/MG

03/08 e 04/08 (Agosto)
"Tributo a Bruno Avanzato"
03/08 Utópica Marcenaria
04/08 Conservatório Music Bar
BH/MG

14/08 HOT SPOT BLUES BAND convida LEANDRO FERRARI
14 de agosto - Terça-feira - 22hrs (véspera de feriado)
JACK ROCK BAR
Av. do Contorno, 5623
Belo Horizonte, MG
www.jackrockbar.com.br
(31) 3227-4510 / 3223-5979
Entrada: R$ 7,00 (feminino) e R$ 9,00 (masculino)

25/08 (Sábado)
Leandro Ferrari convida Bauxita
Conservatório Muisc Bar
www.conservatoriobar.com.br

Agenda Odilara


Quartas-feiras: Bar “A Gosto de Deus”, a partir das 18:30 horas. R$ 7,00 de entrada. O endereço é Av. Pasteur / n. 04, esquina da Padre Rolim com Rio Grande do Norte.

Sábados: Bar “A Gosto de Deus”, a partir das 16:30 horas. R$ 10,00 de entrada. O endereço é Av. Pasteur / n. 04, esquina da Padre Rolim com Rio Grande do Norte.

Domingos: ”Seven Bar”, a partir das 18:00 horas. R$ 4,00 de couver. Av. Bias Fortes, 633 (esq. com Alvares Cabral) - Lourdes.

Agenda Alarido


22 de Julho
Festival de Inverno de Ouro Preto
Horário: 22:00 horas
Ingresso: 1 real
Local: Bar do Festival de Inverno, Ouro Preto/MG

25 de julho
Escambo Musical
O projeto Escambo Musical é uma realização da Graviola Produção Cultural e visa divulgar a música produzida em BH através do encontro de bandas e músicos de gêneros variados, juntos no mesmo espaço. A cada quarta feira uma banda ou músico de renome receberá convidados especiais, criando uma atmosfera de troca de sons e o encontro de estilos da música brasileira! A banda Alarido se apresenta no dia 25 de julho (quarta feira), convidada pelo grande músico Fernando Muzzi!.

Horário: 21:00 horas
Ingresso: R$ 8,00
Local: Floricultura Bar
Endereço: Av. Raja Gabáglia, 4.678 - Santa Lúcia - Tel: (31) 3296-9643

27 e 28 de Agosto
Projeto Música Independente 2007
Pra quem não conhece, o projeto Música Independente, uma realização da Fundação Clóvis Salgado em parceria com a Rádio Inconfidência, Rede Minas e SIM – Sociedade Independente da Música, tem por objetivo difundir trabalhos inéditos de intérpretes, compositores e instrumentistas mineiros! As apresentações, feitas às segundas e terças-feiras no Teatro João Ceschiatti, são transmitidas pela Rádio Inconfidência FM e pela Rede Minas de Televisão.

Horário: 19:30 horas
Ingresso: R$ 5,00 (inteira) / R$ 2,50 (meia entrada, mediante carteira de estudante e comprovante de matrícula)
Local: Teatro João Ceschiatti do Palácio das Artes
Endereço: Av. Afonso Pena, 1537 - Centro - Tel: (31) 3236-7400
16 de Setembro
Show no projeto "Lagoa do Nado Sons & Tons - 7ª Edição
O projeto ''Lagoa do Nado Sons & Tons'' , realizado pela Prefeitura em parceria com o SESC-MG no Centro de Cultura Lagoa do Nado, tem como finalidade contemplar as mais diversas estéticas musicais, valorizando e potencializando os novos talentos , dando-lhes visibilidade e formação de público, de forma a estimular a criação e difusão musical em Belo Horizonte e na Região Metropolitana.
A banda Alarido se apresenta no dia 16 de setembro, domingo, às 10:00 horas.
No mesmo dia haverá também as apresentações da banda Deja Vu e de André Galastro e Di Ribeiro.

Horário: 10 horas - Entrada Franca
Local: Parque Lagoa do Nado (espaço "Bosquinho")
Endereço: Rua Ministro Hermenegildo de Barros, 904 - Bairro Itapoã / Belo Horizonte - MG

terça-feira, 10 de julho de 2007

Rory McLeod

Rory McLeod é um misto de música, teatro e outras performances artísticas, e também um bom gaitista!

E nesse vídeo (que não pode ser embutido na página, sorry), ele mostra que ninguém precisa de uma banda ou de muitos instrumentos ou de uma boa produção para passar uma boa mensagem com criatividade, talento e, sobretudo, uma boa letra...

Não há como não notar influências de Sonny Terry ;-)

Um bom blues, e autêntico dentro do contexto e da realidade dele. Nada de mississippi. O blues continua conosco.

Conheça mais do trabalho de Rory McLeod, e sua gaita bastante rítmica e percussiva.

Site oficial
MySpace

Como ele mesmo diz, "It takes 10 to 15 years to become an overnight success..." ;-)

update: a letra!


FAREWELL WELFARE (Part One)

Here's a man with his fingers in everybody's pie
I hope he washes some of them sometimes
He talks for money, by talking he eats
He talks to keep himself off of the streets
If there's anything you need, he'll pretend he's got it,
Then he'll pretend that he can't part with it
He's studied hunger, like a lawyer studies law. He can make a rich man rich and a poor man poor.

(Chorus)

He's a shark
A slacker,
A two tongued, double dealing,
Money grabber
He makes two look just like three
With his jiggery pokery
Make a bad thing look good to me
With his jiggery pokery.

He'll make you believe the wrong side is right
He'll make you believe a black horse is white
Whatever he sells you, don’t be surprised
To find yourself cheated half out of your eyes.
When he sells you things he'll hide the price
He wants the whole loaf he ain't content with a slice,
He makes the scales dance, weighs one right down
And swears it's just right if it lacks forty pounds
Between the selling and the buying and the politics
There's the profit and the lying to the money sticks.

(Chorus)

He's a shark
A slacker,
A two tongued, double dealing
Money grabber
He makes two look just like three
With his jiggery pokery
Make a bad thing look good to me
With his jiggery pokery.

When there's a contract to sign
you could be signing your will
They used to rob you with a gun,
Now they use a pencil.
Words lock you up because words don't bend
So all you get when you sign is the fountain pen.

From father to mother, sister to brother
From Cousin to Uncle we got to stick to each other
Since cheating has become so much the fashion,
I believe cheating runs the whole nation.

(Chorus)

He's a shark
A slacker,
A two tongued, double dealing
Money grabber
He makes two look just like three
With his jiggery pokery
Make a bad thing look good to me
With his jiggery pokery.

(thanks Rori!)

Steppin’ In It

Mais uma banda nova. Recomendada pelo Madcat. Muitos vídeos, muitas músicas, shows inteiros para baixar no Archive.org.

www.steppininit.com/

www.archive.org/details/SteppinInIt

segunda-feira, 9 de julho de 2007

Besouros me mordam, Hey! Baby!

Uma rapidinha, para aqueles que sabem todas as músicas de Dirty Dancing de cor:



E mais aqui: http://delbert.com/
de aqui: http://en.wikipedia.org/wiki/Delbert_McClinton

Atenção para a palavra-chave "Groundhog".
Fui!

sábado, 7 de julho de 2007

Gabriel Grossi de graça em BH

desculpe o post em cima da hora, mas só descobri as informações exatas ontem, quando eu estava no postinho da Obra, fuçando os flyers.

Dia de 08 de Julho, neste Domingo, show do Gabriel Grossi no Teatro Francisco Nunes (Parque Municipal) às 11 da manhã, entrada FRANCA.

Distribuição de ingressos começa às 10 na bilheteria (cheguem antes disso). Não será permitida a entrada após o início do espetáculo.

Gabriel Grossi tem um currículo (nada) modesto: lançou 2 cds ótimos, tocou e gravou com Chico Buarque, Djavan, Lenine, Hermeto Pascoal e Zélia Duncan, esta última, com quem também excursionou.

Cromática na veia. Não se dê ao luxo de perder este espetáculo.

quinta-feira, 5 de julho de 2007

Harmonica Master parcelando em 24x

o Rodrigo Morenno abriu uma loja virtual de venda de gaitas desde o início deste ano chamada Harmonica Master

desde então, o cara tem se esforçado bastante para disponibilizar alguns produtos que eu considero chave para os gaitistas brasileiros, desde gaitas rex (que eu considero boas pechinchas) até amps valvulados, gaitas customizadas e porta-gaitas.

no gaita-l, a lista nacional, eu comentei que com o dólar baixo, uma das armas dos sites de venda nacionais era justamente o parcelamento, mas que sites como a submarino e a americanas permitiam tal coisa, embora ofereçam em geral menos variedade.

muito provavelmente, o morenno já devia estar olhando isso desde antes de eu fazer esse comentário, mas o fato é que eu acho que agora, a harmônica master tem um diferencial importante na concorrência acirrada que é o mercado de venda de instrumentos

agora os caras parcelam em até 24x

minha idéia aqui não é fazer propaganda pros caras (se bem que, olhando bem, eu estou fazendo...). lógico que o morenno é meu amigo, mas eu não saio por aí dizendo que a única opção é comprar no site dele. sempre que alguém me pergunta sobre como é importar gaitas, eu falo de onde compro e a quanto sai e dou todas as dicas pro cara comprar coisas boas e baratas. é óbvio que com o dólar baixo, a coisa ficou mais competitiva. por outro lado, comprar no brasil acaba saindo mais caro, mas chega mais rápido e você consegue trocar mais facilmente se houver algum problema.

o fato é que, para a realidade do brasileiro, o parcelamento representa uma opção muito boa para quem precisa da oportunidade de comprar uma gaita boa e cara sem precisar esperar demais para juntar esse dinheiro.

confesso que eu estou altamente influenciado pelo livro "a riqueza na base da pirâmide" ;-) escrito pelo C.K. Prahalad.. Com essas e outras, eu acredito que os Morennos ;-) estão pavimentando a estrada deles rumo à melhor loja de artigos para gaitistas do Brasil, sem sacanagem. Porque:

1. o Morenno é gaitista e estava farto, como todos os outros gaitistas, de ir na loja e não encontrar a variedade de gaitas e não encontrar vendedores que soubessem lhufas de gaita
2. trabalhando de casa e vendendo pela web, o Morenno consegue trabalhar com uma margem de lucro menor que a das lojas e o preço fica realmente melhor
3. o cara já convive tem um bom tempo nas listas de gaita da web, então ele fica sabendo das novidades rápido e isso acaba indo prá loja dele.
4. a loja realmente é competitiva, os caras reagem RÁPIDO aos comentários feitos na lista
5. a loja tem um atendimento sério e honesto, e diferenciado, já que é mantido por gaitistas

mantendo preço, atendimento e agilidade para reagir ao mercado, basta tempo e divulgação boca-a-boca prá coisa dar certo.

minhas sugestões ao Morenno, já que eu quero que uma loja com esse perfil prevaleça ;-)

1. dedicar uma parte da loja a orientar os iniciantes sobre como comprar gaitas (a primeira dúvida é sempre esta)
2. tentar montar parcerias com os professores de gaita
3. tentar oferecer mais produtos relacionados. claro que o poder de fogo da loja pequena é menor nesse aspecto, pq um produto que vende raramente é um custo de estoque e oportunidade, mas onde mais poderíamos achar essas coisas (que podem ser baratas): jawharps, gaitas infantis, turbolids, adesivos, chaveiros, camisas, etc? Não é só o gaitista que vai na loja, quem quer presentear gaitistas também! (de vez em quando eu recebo emails de gente que quer presentear o namorado com alguma coisa de gaita e pede dicas... bem, eis algumas!)

de forma que agora já sei onde comprar minha cromática hohner ;-)

parabéns, Morenno e Fabíula.

terça-feira, 3 de julho de 2007

Barbearia de Blues



Todo sábado, agora, tem. Jam session acústica de blues aberta ao público de 17 às 19h em Belo Horizonte. Mais informações, http://www.barbearia.org. Não perca.

Blues pela Vida

Algumas vezes surgem iniciativas de cunho social promovidas pelo pessoal da gaita, que são o melhor de dois mundos.

É o caso do projeto "Blues pela Vida", um projeto sem fins lucrativos, organizado na amizade e na raça pelo Banha para ajudar o Sítio Agar, uma ONG patrocinada por uma instituição holandesa que abriga crianças de 0 a 5 anos portadoras do HIV.

E pelo jeito, o Banha também é um cara de muitos amigos, pq o evento conta com as seguintes bandas

ELECTRIC MUDDY BLUES BAND
MARAFA BLUES
MARCIÃO PIGNATARI E OS TAKEUS
TRIBLUES
BLUES 4 FUN
SÉRGIO DUARTE & ENTIDADE JOE
BLACK COFFEE
ALCATÉIA BLUES

e claro, várias canjas e a grande do grupo de teatro CIA Todos em Cena.

04/11/2007 - 13:00
Centro de Evento Pedro Bortolosso.
Avenida Visconde de Nova Granada, 11
Jardim Cipava Osasco - SP
(O Centro de Eventos fica ao lado da OSRAN)
bluespelavida@gmail.com

então, se você puder dar um pulo lá e der uma força, vai ser bem legal. E parabéns ao Banha (um dia eu descubro o nome verdadeiro dele...)

segunda-feira, 2 de julho de 2007

cd novo do eberienos

Acabei de ouvir o "ao vivo do FM Hall". ainda tô meio chocado ;-)

O primeiro chama "acusticamente".

E até onde sei, por enquanto vc só compra direto com o Eberienos.

Que o eberienos é um dos gaitistas mais completos e ecléticos do país, não há dúvida, mas eu confesso que quando saiu o primeiro cd dele, o "acusticamente", por dentro eu pensei "puxa, tá legal, mas não é o eberienos como a gente vê ao vivo".

Isso pq o acusticamente é cd de estúdio, todas as variáveis dentro dos conformes, e aí vale a precisão.

Por isso que eu sempre prefiro os cds ao vivo.

Os cds ao vivo têm toda a humanidade necessária para a música. com os erros, os problemas de microfonação, as notas foras, e todos os et ceteras. e para quem conhece música e já gravou alguma coisa ao vivo, no primeiro take, sabe que prá coisa sair boa de primeira existe toda uma bagagem por trás de anos e anos de estudo e entrosamento que não nascem de um dia pro outro.

Cds ao vivo são sempre mais difíceis, mas também não são reprodutíveis. e isso dá um caráter único ao trabalho.

Cds ao vivo também tem os sons das pessoas, da platéia, que aplaude, grita, comenta. isso faz parte do show também.

O fato é que o cd do eberienos é um cd instrumental, e estes cds podem ser muito chatos de ouvir, e uma das formas de sair da chatice é pela virtuose, um dos pontos fortes do eberienos.

A mesma virtuose também pode ser a porta para outra chatice, e isso costuma acontecer quando o virtuoso não dispõe de uma boa variedade de recursos ou repertório, e este cd também teve este cuidado, de deixar o repertório oscilando do samba, bossa nova, jazz fechando num tão-esperado irish, uma das especialidades da casa.

Eu diria que o primeiro cd do eberienos ("acusticamente") foi feito para agradar uma platéia que quer ouvir músicas que se pareçam com as versões originais, onde a gaita é apenas uma peça de um quebra cabeças que diz "você pode adicionar a sonoridade da harmônica no pop e ter um belo resultado", e para mim, que estou quase sempre fugindo de ouvir o pop, não era para mim. Era para a audiência leiga (90% das pessoas) e para a audiência profissionalíssima (produtores).

Mas comprei e ouvi do mesmo jeito. E recomendo principalmente para as pessoas que estejam querendo angariar público leigo para a harmônica, pq simpatiza pelo repertório. Meus pais adorariam ouvir o "acusticamente", meus tios, meus primos, as pessoas na rua. E eu acho que isso tem um papel importantíssimo se estamos falando em divulgar o instrumento.

Agora, como gaitista, o que eu espero de um show do eberienos é um desfile de técnicas fabulosas, uma capacidade de improvisos e virtuoses que me fazem querer jogar minha gaita fora. E é exatamente o caso deste cd, o "ao vivo no FM Hall". Este CD é o que eu chamaria de "Eberienos experience", porque ver um show dele ao vivo é mais ou menos isso. E neste aspecto, este cd cumpre o papel.

O próprio repertório oscila entre estilos que selecionam uma audiência mais atenta aos detalhes. Um ouvinte de jazz e de bossa vai analisar este cd de forma totalmente diferente que meus pais e meus amigos o fariam. E aí o eberienos aproveita e debulha de uma vez a gaita. É um cd para os gaitistas.

Mas o processo de aprendizado é sempre um processo de rever, de entrar para sair da forma, de revisitar e re-analisar. O gaitista deve ouvir o "acusticamente", depois deve ouvir o "ao vivo no FM hall" para comparar a diferença das propostas, e finalmente deve retornar para ouvir o "acusticamente" de novo para ouvir com novos ouvidos e analisar a qualidade que existe por trás daquele repertório pop do primeiro cd. Foi por isso que eu comprei uma segunda cópia do primeiro de novo junto com este. (na verdade acho que eu emprestei o meu primeiro pro zé e como eu mal vejo ele, achei por bem comprar o primeiro de novo).

Mas falando puramente deste CD, é uma bela aula de harmônica. O repertório é para uma audiência mais seleta. Vai do samba ao jazz e passa rente na música celta. Tem uma bela interpretação de clássicos do jazz como "my favorite things" (da noviça rebelde, mas imortalizada pelo coltrane) e "summertime" (com o vocal "cool" de Léo Saramago, numa linha Nouvelle Cuisine, muito bom) a quebradeiras virtuosísticas em "só danço samba" (muito elogiada pelos comentários do myspace do Eberienos) e mais algumas pérolas.

em breve, resenho este cd com alguns samples em http://brazilharp.blogspot.com/. Provavelmente neste fim-de-semana.

o que eu achei foi isso. ;-) mas eu queria saber o que você achou deste cd também.

Workshop e Shows com o Ferrari ou Independence Day

04/07 (Quarta)
Festival de Inverno pro Music 2007
Workshop com Leandro Ferrari (gaita)
Horário 20:30, investimento – R$10,00
31 32213400
BH/MG

05,12,19,26 (Quinta)
TODAS AS QUINTAS DE JULHO
Leandro Ferrari convida Hot Spot
Conservatório Music Bar [22hs]
Fem: OFF e Masc: 5,00
Rua Timbiras, 2041 - Lourdes
BH/MG
(31) 3213-8375

domingo, 1 de julho de 2007

Brazil Harp

uma vez por semana, resenhar um cd e falar de um gaitista brasileiro em inglês, disponibilizando pelo menos 2 mp3 completos e em boa qualidade para download, autorizado pelo próprio artista.

é a proposta do http://brazilharp.blogspot.com/, inaugurado hoje e já linkado neste blog.

a idéia é chamar a atenção para o trabalho dos gaitistas nacionais e tentar promover o trabalho e a venda dos cds. Algo um pouco na contramão da internet, onde é tão fácil baixar cds inteiros... mas claro que podemos disponibilizar duas faixas com o consentimento do artista e anexando a autorização do mesmo no arquivo zip...

outra idéia também é chamar a atenção dos GAITISTAS para a necessidade de se disponibilizar os cds em canais internacionais, como o ótimo CD BABY por exemplo.

a gente faz o que pode ;-)