sábado, 2 de junho de 2007

O Efeito Bob Dylan (re-escrito) ou Os Piores Gaitistas

O Vasco postou um artigo no portal gaitablog sobre o estigma da gaita como instrumento "fácil" de tocar.

Note que no artigo do Vasco, ele diz que graças a deus existem o Bob Dylan e a Alanis. Ele provavelmente diz isso porque ele entende que a gaita é pouco popularizada e que muitas pessoas começam a tocar por causa de uma empatia pelo Bob Dylan e pela Alanis. É um ponto válido.

Mas o meu ponto, neste post, é justamente apresentar o paradoxo que isso traz, que eu chamo de "O Efeito Bob Dylan".

Por que a gaita é tida como brinquedo?


1. As pessoas acham gaita fácil pq o Bob Dylan toca gaita do jeito fácil e faz sucesso.

2. O startup da gaita é mais curto que o dos outros instrumentos em geral. Eles PARECEM mais fáceis no início.

3. Gaita é um instrumento barato, instrumentos baratos trazem menos comprometimento. Mais pessoas compram gaita que pianos de cauda por impulso. Quantas pessoas compram um violão já pensando em pegar aulas? E gaita?

4. Gaita não é instrumento de orquestra. Isso significa que o músico de gaita não pode fazer carreira, ter currículo acadêmico e reconhecimento da comunidade formal de músicos do Brasil no seu instrumento a menos que faça o dobro do esforço sendo auto-didata, pelo menos considerando a técnica.

5. Pouca gente toca gaita. Me faltam dados, é uma hipótese. Bresslau, vc tem como levantar a quantidade de gaitas produzidas no mundo neste século e no pós-guerra?

6. As pessoas não têm noção da gaita minimamente bem tocada (efeito Bob Dylan). Várias pessoas do Pop (Alanis, Bono, etc) acham que é o som do Bob Dylan que tem que sair da gaita.

7. Falta de profissionalismo. Uma vez que a referência da maioria das pessoas é o som do Bob Dylan, por que contratar o Eberienos se eu mesmo posso tocar?

Todos estes fatores levam à uma desvalorização da gaita, especialmente a diatônica e a oitavada, pelo público em geral. Por público, entenda-se que a maioria dos ouvintes não sabem diferenciar uma diatônica de uma cromática, ou talvez nem uma gaita de uma flauta.

Tem gente lá nos grotões que tocam uma gaita superlegal, que é o melhor que eles podem fazer dentro das possibilidades deles. Mas se você gosta de música e pretende viver disso, hoje em dia a competição tá bem feia e acirrada. Nos workshops de gaitistas que eu já fui, falaram "vá estudar música, harmonia, escala, tudo o que vc puder".

Isso não significa obviamente que vc tenha que desprezar todas as manifestações culturais, músicas regionais e formas de música distantes da teoria musical formal. Mas significa que se vc quer ser um bom gaitista, eu não vou te recomendar ficar em casa, tocar do jeito que vc achar certo e se achar um gênio por causa disso.

O Gessinger pode tocar uma gaita ruim no show dele. Querendo ou não, ele está prestando um des-serviço a todos os gaitistas, pq ele ajuda a perpetuar o efeito Bob Dylan.

E quanto mais famoso, pior. A música dele pode ser a mais querida, a gaita dele pode ser idolatrada por milhares de fãs, mas como pessoa que ama a gaita, eu digo que eu lamento que o Gessinger não tenha contratado um gaitista profissional no acústico MTV.

O Gessinger pode ficar muito ofendido com o que eu escrevi, porém ele não se apresenta como gaitista, mas como vocalista, compositor, coisas que ele sabe que sabe fazer muito bem.

Fique claro que o Gessinger e o Bob Dylan têm carreiras como artistas SÓLIDA e COM MILHARES DE FÃS, e eles são artistas profissionais que levam suas coisas muito a sério.

Mas eu acho os dois, como gaitistas, muito ruins, pq são famosos e porque contribuem para que a percepção geral da gaita pelo público seja inferior ao nível mínimo admitido pelos professores de gaita em relação aos seus alunos.

POR ISSO, PARA MIM

- O pior gaitista no Mundo é o Bob Dylan.

- O pior gaitista do Brasil é o Humberto Gessinger.

O paradoxo do Efeito Bob Dylan é o seguinte


Se o Bob Dylan dá alunos por um lado, ele tira gaitistas profissionais do mercado por outro. Se as pessoas têm empatia pela gaita mal tocada porque seus ídolos do pop tocam gaitas mal tocadas, então a gaita mal tocada será o padrão de referência.

Acho fácil manter uma posição "simpática", em termos de gaita, em relação à gaita tocada pelo Bob Dylan. A diversidade deve ser respeitada. Mas professor de gaita nenhum da face da Terra vai ensinar ao aluno o modo Bob Dylan de tocar gaita. Que é o modo sem técnica.

Professores de gaita são pessoas que levaram anos estudando gaita. Eles acham cada aspecto da gaita importante. Eles podem não fazer tudo o que é possível, mas eles sabem quase tudo o que pode ser feito. Eles se interessam pelo instrumento.

Bob Dylan, tocando gaita por 40 anos, nunca saiu muito do foronfon. Ele gosta de gaita ou de gaitistas?

Você, gaitista profissional, prefere que todos na sua banda toquem bem seus instrumentos ou toquem de qq jeito?

Você, músico profissional, você seria vocalista de uma banda se cantasse de forma totalmente desafinada? Se seu baixista desmaiar no show, você vai continuar o show tocando o baixo dele?

Ok, eu posso estar errado sim. Bob Dylan pode ser um gênio incompreendido da gaita. Tem até um livro que ensina a tocar como ele. Encomendei já e prometo resenhar aqui.

- quantos professores de gaita usam este livro?

- quantos professores de gaita recomendam este livro?

- quantos endorsers de gaita tocam parecido com o Bob Dylan?

- quantos prêmios em concursos de harmônica o Bob Dylan ganhou?

- quantos professores de gaita preferem dizer que Alanis e Bob Dylan não tocam mal com medo de serem antipatizados por potenciais alunos, mesmo achando no fundo que o Bob Dylan toca gaita muito mal?

Reduzindo ao absurdo, sempre se pode chegar em alguma conclusão inútil

- Bob Dylan tem um estilo único, logo, ele é o melhor no que faz. Que ótimo. Neste pensamento, todo artista tem seu estilo único, é melhor nele, portanto não há melhor gaitista. Se não há melhor gaitista, ninguém precisa de aula, pq o que vc toca já está bom.

- Bob Dylan toca de um jeito sem técnica mas que toca o coração das pessoas. Isso faz dele um bom gaitista? Ou um bom artista que toca gaita?

Mais opiniões sobre a gaita do Bob Dylan (em inglês)

Imagine um mundo onde, um dia, o Bob Dylan dê uma entrevista e diga "eu toco gaita assim, mas toco mal. existem pessoas que dedicam suas vidas inteiras unicamente para tocar gaita de uma forma além da concepção do instrumento. essas pessoas são prejudicadas de forma indireta pela minha fama, e para elas, seria muito bom que as pessoas que se sentem atraídas pela gaita por causa do meu trabalho soubessem que existe todo um mundo a ser explorado por este instrumento"

Imagine um mundo onde, um dia, o Humberto Gessinger contrate um gaitista profissional, que toque no nível dos melhores gaitistas do Brasil, e não tenho pudor nenhum em dizer que todos os gaitistas PROFISSIONAIS do Brasil SÃO MELHORES DO QUE EU, e que todos os seus fãs fiquem maravilhados com uma coisa básica da gaita bem tocada que é um vibrato ou um timbre bom.

Aí, o Bob Dylan e o Gessinger estariam no topo do meu ranking de bons gaitistas, acima do Del Junco, do Toots e de todos os outros que eu adoro. Porque eles mudariam todo o mundo da gaita no Brasil.

Ou mesmo o mundo da flauta ;-)

26 comentários:

  1. Algumas opiniões:

    1. O startup da diatônica é um inferno. Você tem que aprender á usar seus sentidos e músculos de forma que você nunca usou na vida, além de ter que fazer isso com a maior precisão possível. E algo que demora muito. É fácil ser ruim, difícil é ser bom.

    2. Gaita é um instrumento muito barato, isso eu confirmo. A gaita mais cara que eu já vi foi 3000 reais. Mas é claro que tem extravagâncias como a Seydel Renaissance pela bagatela de 17 mil dólares.

    ResponderExcluir
  2. Kenji, um dos grandes motivos pq a gaita pode ser tocada em meio a outros instrumentos musicais mesmo por alguém sem a mínima noção é o arranjo das notas.
    Em primeira posição, se você pegar a gaita no tom certo, todas as notas serão harmônicas com a música. Todos os acordes soam bem. Não há notas erradas na gaita, elas foram deixadas de lado. Por isso que muita gente se aventura a tocar gaita publicamente sem ter aprendido a tocar gaita antes. É uma faca de dois gumes, mas é genial, torna o acesso ao instrumento universal em certas culturas musicais baseadas na escala diatônica maior.

    etc., discordo contigo no ponto um. O startup da gaita se limita a pegar o instrumento, assoprar e aspirar várias notas simultaneamente com um pouco de ritmo. Isso é muito fácil. Aliás, é fácil até tocar melodias simples sem se preocupar em tirar notas únicas limpas.
    Claro, a partir do momento que você quer tocar uma melodia com notas simples, a coisa muda de figura e fica mais difícil. Mas aí, já não é mais startup, é um segundo estágio.

    E a Renaissance não custa 17 mil dólares. Apenas algo menos do que cinco mil euros ;-)

    ResponderExcluir
  3. Odeio o Bob Dylan.

    ResponderExcluir
  4. Caro, etc.

    Quando eu peguei a gaita, há dez anos atrás, em 20 minutos, j´tava tovando todas as musiquinhas chinfrins, ou seja: ó suzana, asa branca, o minueto, o hino da escócia e etc.

    Daí, pra tirar os bends e timbrar foi foda, mas o começo, é muito fácil.

    Já tentou tocar sax? E fagote?

    ResponderExcluir
  5. Sax não é mt difícil, fagote eu num sei. Pra começar a tocar gaita é fácil, mas pra mim Bends tb é algo de início, e já num é fácil. EU digo que tocar gaita mal é fácil, tocar direitinho é difícil. Eu acho BOB genial, e HUMBERTO genioso. rs

    Belo post, adoro filosofações em torno da gaita, elas são fundamentais pra nossa evolução! parabens

    o que achou da entrevista com o Vasco???

    ResponderExcluir
  6. sérgio, vc posta sobre as entrevistas no seu blog... não seria melhor saber primeiro se eu já li o artigo antes de perguntar o que eu achei? :-D eu sempre deixo meus comentários por lá...

    mas vamos lá. a entrevista é extensa e cobre grande parte de tudo o que o vasco já fez, e não é pouca coisa. Achei especialmente interessante a observação dele sobre o mercado não conseguir absorver bem a grande variedade recente de CDs, dizendo que o blues vive um momento de fragilidade pq cds imaturos disputam as prateleiras com os cds "maduros".

    eu realmente nao sei se concordo com isso. em um ponto ele está certo, pq os lojistas realmente precisam escolher quais cds comprar e a variedade dificulta mesmo. Estoque é uma coisa complicada e o próprio negócio de vender cds no Brasil está indo por água abaixo por causa da pirataria que é intensa.

    a impressão que eu tenho é que o cd como forma de dar dinheiro para o músico, sendo vendido em lojas, está condenado até o dia em que o governo resolver combater a pirataria com seriedade.

    ah sim, o design da página parece estar com problemas, pelo menos no meu firefox. dê uma conferida se sua página não tem nenhuma tag HTML solta.

    ResponderExcluir
  7. Boa Kenji, vou verificar...

    Eu sempre acabo perguntando(te enchendo o saco) pra ver se as perguntas foram pertinentes.

    Eu tenho um livro do Bob Dylan pra gaita mas num é esse, é um que tem algumas músicas e um pouco de teoria. Acho que o Bob Dylan num tava preocupado com as possibilidades da gaita e sim de sua música. O importante é saber se o cara se imaginava gaitista ou não, espero que não.

    E quanto ao Paulo Miklos, vc acha que ele toca mal tb? Sinceramente eu gosto dos solos(raros) dele nos Titãs(vide Aluga-se do disco as 10 mais e a melhor banda de todos os temos que nomeia o disco).


    ABraços

    ResponderExcluir
  8. vou conferir. acho que não ouvi ainda. mas se o cara tiver pelo menos a preocupação de pelo menos pensar em pegar aulas de gaita, com certeza vai ser um bom gaitista ;-)

    o problema todo é a ignorância. quem não conhece, não tem senso crítico. E o pior ignorante é o que não quer ouvir... ;-)

    quanto às perguntas, acho que foram boas o suficiente para a entrevista ficar boa :-)

    o bom da entrevista nunca são as perguntas, mas sempre as respostas ;-)

    por exemplo, se a intenção da sua entrevista (tenha sempre uma intenção! você é o editor do seu blog!) era mostrar um panorama da carreira do Vasco, então você foi feliz, pq a entrevista me pareceu ser forte neste aspecto.

    ResponderExcluir
  9. Só pro Kenji:

    http://www.youtube.com/watch?v=49A1F3Vr39w

    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. "does anybody have an E harmonica?
    an E harmonica, anybody?
    they sold them all up..."

    taí. se vc é fã mesmo, ande sempre com seu set básico de gaitas. Seu gaitista favorito um dia pode pedir uma da platéia ;-)

    fantástico! ;-)

    ResponderExcluir
  11. Eu não acho o Gessinger um gaitista ruim. Respeito sua opinião e concordo que ele parece limitado ao que ele mesmo apresenta. Mas eu acho as melodias que ele compõe (acho q é ele quem as compõe) muito simples, porém muito muito bonitas. Vá lá, não vamos compara-lo com Flávio Guimarães e Jefferson Gonçalves, para falarmos de gaitistas nacionais.
    Acho, inclusive, melhor que o Bob Dylan, que me parece toca aleatoreamente em algumas músicas :)
    Minha humilde opinião. Gosto do som que o Gessinger faz com as gaitas nas músicas. Concordo também que ele deveria ter contratado um gaitista profissional pra tocar no Acústico MTV. Mas não acho ele um gaitista ruim.
    Abraço a todos

    ResponderExcluir
  12. Oi Danilo.
    Acredito que você ache o Gessinger um gaitista ruim sim. Não tão ruim como o Bob, mas de longe nem um pouco bom.
    Acredito que você o considere um músico bom e um compositor bom, que sabe aproveitar o pouco que consegure fazer nas gaitas em suas músas.
    Mas o teu texto, embora você escreve explicitamente que não o acha ruim, dá indicações do contrário.
    Acabei de voltar de um show do Bryan Adams, onde ele tocou gaita em duas músicas. Ele é um excelente cantor, um ótimo guitarrista, um show man fora de série. Além de escrever músicas muito boas que marcaram e marcam época. Tem todo o meu respeito. Mas, apesar desse meu respeito todo (senão não teria ido a 3 shows dele já), nunca direi que ele é um gaitista bom. Pois não é. Fato. Mesmo sendo um excelente músico. Por outro lado, ele não tem obrigação de ser um gaitista bom.
    Ou não?
    Abraço,
    Bresslau

    ResponderExcluir
  13. Creio que esse tipo de comentários sobre quem toca de uma maneira ou de outra, não leva a lugar nenhum.
    Perda de tempo. Fica igual a discussão sem nexo da tal menina no gaita-l. Cada um toca de uma maneira. Tem musicos que tocam muito bem seu instrumento e outros toca de uma maneira inferior e estão ai.

    ResponderExcluir
  14. Oi Priba

    eu concordo com vc que discutir qual é o pior gaitista não vai levar a uma conclusão sobre quem é, em termos absolutos, o pior gaitista.

    como vc pôde ver nesse post, só se pode dizer quem é o pior ou melhor gaitista se for estabelecido um parâmetro que diga em que o gaitista é melhor ou pior.

    e mesmo assim, nada garante que eu esteja certo :-) mas acredito que das discussões, surgem opiniões e argumentos que, somados, ajudam a todos os envolvidos a formarem melhor suas opiniões.

    no caso aqui, foi qual artista faz mais estrago para o mercado profissional da gaita, e eu tento mostrar justamente que existe um paradoxo: o mesmo bob dylan que dá alunos tira gaitistas dos estúdios, onde inclusive, eles poderiam estar ganhando mais dinheiro... uma gravação em estúdio pode render R$ 300 ou R$ 30.000, dependendo para quem vc grava... isso pode ser mais dinheiro que um gaitista possa ganhar em anos de aulas.

    ResponderExcluir
  15. Bresslau,
    Reconheço que o cara não é um exímio gaitista e concordo com alguns argumentos que o Kenji colocou. Mas não o acho ruim. Não acho ruim pq me agrada o som que ele faz com a gaita. Por exemplo o arranjo de gaitas em Negro Amor. Não é tão simples como os do acústico e é um solo muito bonito (na minha opinião).
    Ratificando minha opinião: acho os arranjos dele muito simples e também deveria ter contratado um gaitista pro pra tocar no acústico - pq se podemos melhorar, pq não?.
    Eu o acharia um gaitista ruim se não me agradasse o som que ele faz - como em alguns casos, Bob Dylan.
    Penso que ele pode melhorar (como todos), mas como vc mesmo disse, Gessinger, com toda obra que já tem, não tem necessidade nenhuma de ser um puta gaitista.
    Não posso dizer assim pq eu sou muito limitado como gaitista - mas vá lá - Gessinger seria, na minha opinião um gaitista limitado (excelente músico, compositor e tal) mas com potencial hehehehehe :)
    Abraço

    ResponderExcluir
  16. Eu acho o Gessinger péssimo músico e compositor, além de achar aquela bandinha dele sem graça demais! e o cara ainda quer tocar gaita... aff

    ResponderExcluir
  17. Bem, a opinião do anônimo só terá validade a partir do momento em que ele assinar o seu comentário. Porque falar mal por falar mal, e não responder por suas próprias opiniões é fácil.
    Mas agradecemos todo tipo de feedback.

    ResponderExcluir
  18. Luis Lisboa21/06/07 15:35

    Não me lembro onde, numa ocasião li um artigo sobre o Bob Dylan no início da carreira, e no artigo tinha um depoimento de uma ex-namorada que falava que ele vivia azucrinando os amigos com aquela gaita. Como podemos ver, não mudou muito.
    Para muitos, a música do Bob Dylan está acima das suas limitações técnicas (eu particularmente acho muito chato), mas acho que o impacto dele com uma gaita é mais positivo do que negativo, porque quem se aventura a aprender gaita por causa dele, vai aprender o que ele toca, e se quiser mesmo aprender, ele vai mais adiante, e acabará descobrindo que a gaita possibilita muito mais do que o Bob Dylan nos mostra.

    ResponderExcluir
  19. nunca tinham parado pra pensar nesse assunto.
    gosto muito do bob dylan, admiro sua música mas não acho que ele toque bem (pelo contrário). eu também mal saí do foronfon quando o assunto é harmônica.
    o Dylan não sabe tocar nada, canta mal pra caramba mas ainda é o melhor no que faz \o/

    annar

    ResponderExcluir
  20. O cara tá falndo mal do BOB DYLAN.!
    a musica num é feita só de tecnica é feita de sentimento, o bob dylan é otimo mas se vc qr ouvir mais tecnica ouvi o sonny boy OK, só nu fale mal de um estilo de tocar gaita pq ele se preocupa menos com a técnica!tem gaitistas q se preocupam tanto com a técnica q parece uma coisa robotizada
    (OPINIÃO DE UM HUMILD GAROTO DE 17 ANOS TENTANDO DEFENDER SEO IDOLO) ABRAÇO A TODOS)

    ResponderExcluir
  21. Caro A,
    leia o artigo novamente e os comentarios.
    O que se está criticando ñ é a música do Bob, mas sim um dos aspectos do seu modo de fazer música.
    É possível analisar a obra do cara sob diferentes pontos de vista, muitos deles, subjetivos. Técnica instrumental é um dos aspectos mais objetivos a serem analisados. Ninguém diz que é o mais importante, apenas que é um dos aspectos que podem ser discutidos. E, sinceramente, é fácil identificar um gaitista com boa técnica de um com técnica má. Feeling é importante, mas ñ é desculpa para preguiça de desenvolver técnica.
    Criticar objetivamente é algo que se pode fazer, ñ importando o quao idolatrada a pessoa seja.
    Por exemplo, a pronúncia de ingles do Pelé é ruim. Nao é um aspecto minimamente importante na obra dele, mas, mesmo sendo o Pelé, eu posso fazer uma crítica objetiva, vc ñ concorda?
    Abraço,
    Bresslau

    ResponderExcluir
  22. Música não é feita pra se analisar apenas tecnica e friamente. Dylan usava a gaita para completar a sua música e, sinceramente, ele tocar medianamente não afeta em nada a qualidade de sua música. È de senso comum que não se deve encarar uma música como um projeto de engenharia, não existe certo ou errado, profissional ou amador. Existe música boa ou ruim, dependendo de cada ouvido. Legal reconhecer os os gaitistas que realmente dominam o instrumento, mas não precisa fazer isso tentando desmerecer o Dylan.

    ResponderExcluir
  23. Hummm...
    O Bob Dylan todo mundo ouve, mas você....

    ResponderExcluir
  24. Deixa o Bob dylan em paz e toca sua gaita ai!! Esquece os outros e os efeitos que eles causam e toca sua gaita pra vc mesmo cara.

    ResponderExcluir
  25. Que post ruim...Minha nossa senhora...

    ResponderExcluir
  26. Musicos brasileiros são, lamentavelmente, recalcados pela fala falta de reconhecimento...acho uma bosta, sempre que me aproximo de um para conversar e trocas idéias e dicas, a impressão que fica é a de que o cara (gaitista) é um babaca...lamentável mas, poucos até hoje fugiram a este estereótipo...

    Complexo de Bob Dylan é basbaquice...lamento

    ResponderExcluir